Título pornográfico

Quem trabalha com mídias sociais sabe. Tem sempre o terror que assombra esse povo de publicar algo pessoal no perfil ou página de um cliente. O cuidado tem de ser redobrado. Mas isso não é válido só para mídias sociais. Vejam só a pérola encontrada e compartilhada pelo amigo Nicolau Centola. Estava lá, no Maxpress. Tiraram do ar rapidamente, mas o print diz tudo. E o pior: prestem atenção no texto. Falava de teatro infantil.

Erro em título de conteúdo publicado no Maxpress.
Erro em título de conteúdo publicado no Maxpress. (clique na imagem para ampliar)
Anúncios

Jornalismo: aquele que existiu um dia

Fazia tempo que eu não via uma pataquada dessas. Não desse tamanho. Impressionante como a qualidade praticamente inexiste hoje no jornalismo. Ou os erros são grotescos ou há um baita interesse político. Sem mais, segue uma bela pérola:

Imagem

Como não sei quem originou a distribuição disso nas redes sociais, vou dar o crédito para o canal no qual me deparei com isso.

Putaria

Não é propaganda de filme pornô. Muito menos aula de anatomia. É apenas um simples título de release que, por infelicidade do autor, dá um sentido duplo ao que se pretende dizer:

Mussum Mocó* introduz o novo sbrãbous touch

Toque… hãhãhã??? Introdução… hãhãhã? Ok, eu tentei.

Continha e reflexão

Quem não gosta de ter criatividade no momento de preparar um texto? Não é uma delícia ler uma reportagem, um livro, uma revista com parágrafos leves, engraçados, interessantes? Essa, afinal, deveria ser a meta de qualquer um que se proponha a escrever. O espaço para textos quadrados está diminuindo, mas a objetividade ainda é condição primordial. O problema é quando o tiro sai pela culatra. Querem ver um exemplo? Recebi um release exatamente com esse título e resumo:

Amor à jato!
Deseje 3+3+5+4+9 3+4+2 3+6+7 6+2+6+6+7+2+3+6+7

Preciso comentar?

E quando a “criatividade” chega ao release em si. Confesso que sou chegado em um nariz de cera. Se pegarem minhas matérias perceberão que uso o recurso em quase todas elas, especialmente naquelas grandes, de 12, 13 páginas. Mas há um limite para isso também não? Então vejam o primeiro parágrafo de um release que um amigo mandou:

Mais do que uma mistura de gases presente na atmosfera da Terra, o ar é extremamente vital para a vida humana e para compreendermos o tamanho de sua importância, basta tentar prender a respiração por alguns instantes. A sensação de sufoco logo nos remeterá a uma conclusão: é impossível viver sem o ar.

Bem informado

Esse deveria ser considerado um dos campeões aqui do Pérolas. Não basta a figura errar o nome do prefeito de São Paulo, mas o título inteiro é algo tão bizarro que ainda não consegui parar de rir. Como pode um ser enviar algo tão belo e “reflexivo” (essa expressão é só pra irritar ainda mais o Walter Carrilho):

Kassaba acima acordo em evento do movimento em prol de bolinhas de gude*

A Páscoa vem aí

E com elas os releases cheios de pérolas! Vejam essa:

Faça como o Coelho da Páscoa – aproveite o pacote da Mussum Mocó* e vá dançar Tango em Buenos Aires

Nem mesmo o Coelho da Páscoa vai deixar passar em branco o super pacote que a Mussum Mocó* preparou para a Semana Santa. Esta é a oportunidade que faltava para quem quer conhecer a encantadora capital portenha, onde a beleza e o charme estão no ar.

Uma leva de títulos

Como faz tempo que só venho públicando histórias e análises (ah… tá), vou aproveitar e soltar algumas coisas mais básicas que andei recebendo nos últimos dias, mais especificamente do final de 2007 até agora. Comentários em itálico:

Mussum Mocó estima abrir 500 npovas vagas em 2008
Cuma? É verdade. É tão raro aparecer vaga e nessa quantidade que o povo até sem empolga na hora de escrever e sai isso aí!

Especialistas do mundo todo se reúnem, no Brasil para discutir questões sobre a tortura
Deixe-me ver se entendi bem: existe gente especializada em tortura? Já imaginei uma porrada de caras bombados, com aqueles sacos pretos na cabeça, cordas nas mãos, chegando para o evento. A vírgula no meio é secundária, vou até pular.

Tecnologia da Aimentos
Essa assessoria precisava fazer um curso com o Cebolinha. Nossa, essa foi péssima. Prometo me esforçar para apresentar uma piadinha melhor.

A/C de Rduardo Vasques
Uia, mudaram meu nome e nem fiquei sabendo. Ficou mais fácil de pronunciar agora.

Sistema de Help Desck aumenta a produtividade
Que mistureba do inferno. Como esse “c” foi parar aí no meio? Ok, não respondam.

Mussum Mocó adquiri 100% ações da Chiquinha Souza
Claro que essa não podia deixar de aparecer. Todo mês alguém manda uma dessas.

Tchutchona Brasil reforça equipe e traz mais executivos para suas filias 
Lembrou-me de um programa de TV que gravávamos na faculdade e um colega de grupo exibia um cartaz para mudar o assunto da entrevista. Na cartolina branca aparecia em letras garrafais a frase: “Fale sobre os milhonários”.

XPTO conduz enquête sobre a utilização do e-mail corporativo
Ah, vai. Ficou chique. Parece pronúncia em francês.

Lei micro e pqns Empresas/Sindicato
Santa preguiça. Além do mais não sabe sequer abreviar.

Painél TV Digital – Convite Fórum
Literalmente escrevendo como se fala.

O Pinquim (Happy Feet) tem animação baseada em soluções da Xiquititas
Provavelmente a assessora não tem filho e não vê a TV Cultura. Ah.. não conhece animais.