8 thoughts on “Uma breve análise sobre o Orkut

  1. Pena q o Orkut começou a imitar o Facebook. Tava tão bom tendo sido criado por um turco, com sucesso no Brasil e crescimento exponencial na Índia.

    Mas, aí, o turco resolveu deixar um monte de americanos meter planos de negócio na sua invenção e ficou impressionado com as idéias sobre melhorias vinda de jovens da classe média brasileira q têm a maior vontade de estudar nos Estados Unidos…. Resultado: virou um Facebook de segunda classe.

    A sorte é q a vingança nem demorou tanto… já tem orkutização no Facebook.
    Bem feito. Quem mandou facebookizar o Orkut?

    Agora… pode ser q isso esteja esfriando. Mas, só na qualidade do que é produzido. Há tb uma ressaca de quem é mais veterano. Só que o volume de acesso no geral em redes sociais está OK e deve ter vários soluços por aí. Um exemplo. Os teens americanos estão indo para o myYearbook pq os pais e professores estão no Twitter e no Facebook.

    Mas, a pergunta é: Não está durando demais essa onda não, hein?!!?

    A gente entrou no Orkut em 2004. Eu entrei no Twitter no início 2007. Vc logo depois. Não tinha só dois anos no máximo esses hypes???

    Essa estagnação onde foi possível early adopters e late adopters se encontrarem e conviverem por mais tempo é q pode explicar alguma coisa aí da sua dúvida.

  2. Grande artigo, Edu…

    Pessoalmente, noto que comunidades sobre futebol ainda se mostram bem ativas. Ainda assim, em relação ao número de membros é um número bem baixo de usuários que interagem.

  3. Oi!
    Entrei no Orkut no início dele, em 2004. No início as comunidades eram mais movimentadas porque guardavam um pouco de semelhança com foruns ou canais de IRC.
    Em seguida, elas perderam o poder comunicativo para os ‘scraps’, mas mantiveram o status de conferir identidade ao participante. O pessoal usa entrar nas comunidades que lhe dão algum tipo identificação\filiação. Por isso aqueles grupos tipo “eu esqueço tudo”; “eu amo meu pai”, …

    As empresas e mesmo grêmio estudantis e outros grupos, acabaram por criar, além da comunidade, um perfil. É o perfil que comunica melhor, pois publica na página dos ‘amigos’ todas as alterações. Desde 2005 temos uma ‘comunidade do basquete’ do colégio, mas faz tempo que qualquer recado chega com mais efetividade se eu escrever no meu ‘status’.

    E observei a criação de vários perfis corporativos seguindo esta intuição de que o perfil comunica melhor que a comunidade.

    No meu entender, o Orkut tem potencial para continuar agregando os brasileiros. Lá tu encontras os antigos colegas do 2º grau, a turma do quartel, o pessoal que jogava volei no clube tal em 1965…

    O twitter, também no meu entender, está se tornando um monólogo: todos falam e ninguém responde. Penso que nem ouvem.
    Se olhar os últimos 20 ou 30 ‘twits’ dos meus ‘seguidos’, 99% são comunicações que não esperam respostas. São links, anúncios diversos, gente ‘falando sozinha’ ou pennsando alto. e dúzias de RT e de RT de RT (deusulivre!)

    Um lugar com potencial legal e que uso faz tempo é o Google Reader e os seus itens compartilhados. E o Google Buzz que junta a discussão com link dedicado. (se usados sem colocar coisas automáticas, tipo twitter e posts de blog)

    São observações minhas feitas no uso, apenas🙂
    Para colaborar com a conversa.

    abraço

    Suzana

    1. Meu uso do orkut é semelhante aos demais para manter contato com pessoas que ainda utilizam. Me aborrece a imensa quantidade de spam e adereços de 5ª categoria infestando meus recados.
      No facebook a situação começa a ficar semelhante, já que várias pessoas apenas migram de rede porém repetindo o comportamento.

      No tuíter ultimamamente venho sentindo falta das ‘conversas’. Minha impressão é que predominam aforismos, zaratustras e #mimimis
      Em grande parte dos perfis comerciais, apenas links redirecionando para blogs e sites das próprias marcas, e/ou notícias (requentadas) do nicho explorado por eles.

      []’s

  4. Concordo com você, o Orkut realmente está em declínio. Cada vez com menos usuários, e assuntos relevantes.
    Querendo ou não, o Orkut hoje em dia é considerado rede social de “pobres”, nem sempre financeiramente, mas sim, intelectualmente.
    Com a popularização do Twitter, as pessoas tem acesso a conteúdo em tempo real, sem precisar entrar em determinada comunidade ou tópico, aparece tudo de mão-beijada em sua timeline. A popularização do twitter é tão grande, que hoje em dia ninguém mais usa seu nome, nem mesmo em programas de televisão, agora é tudo @fulano.
    Outra coisa que levou o Orkut é o declínio foram as cópias descaradas do Facebook. Pode ver, tudo de novo que o Orkut tem, o Facebook já tinha faz tempo. E as pessoas acabam tendo consciência disso e migrando para uma rede social melhor.

    Sem contar, que há muito tempo não consigo ter uma discussão saudável no Orkut, você expõe sua opinião, e as pessoas o críticam ou te ofendem. Não argumentam.

    Hoje em dia eu só tenho Orkut por que várias pessoas são leigas em mídias sociais como amigos, colegas de trabalho, e lá acaba sendo o único meio de comunicação entre nós, já que ninguém mais gosta de usar e-mail!

    Abraços, e já que estamos falando sobre rede sociais, sigam-me no twitter http://twitter.com/rafacwb ou simplesmente, @rafacwb.

  5. O que dá para analisar é que redes sociais tambem tem um ciclo de vida:
    Introdução (nascimento), crescimento, maturação e atualmente declínio. Foi isso que aconteceu com o Orkut. O Twitter me parece estar em crescimento ainda, caminhando para a maturação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s