Jornalismo e mobilidade


A discussão é longa, complexa. Mobilidade (urbana esquece) é algo que envolve política – concessões de redes, alteração da legislação trabalhista, entre outros –vontade, claro, e investimento. Acho, entretanto, que as empresas (veículos e agências) deveriam começar a pensar melhor na idéia.
O trabalho de jornalistas e relações públicas está estritamente ligado à produtividade e pode muito bem ser feito remotamente. Eu posso ficar o dia inteiro na redação ou na agência e não produzir absolutamente nada, ficar navegando em sites idiotas sem relação alguma com o que faço. A presença não significa tarefa realizada e ponto. DA mesma forma com uma conexão à web e um celular eu consigo produzir normalmente, do boteco da esquina, de casa, seja lá onde for.
Conheço histórias de várias pequenas empresas (mesmo grandes) em que a produtividade cresceu muito com a flexibilidade dos profissionais. Aparecem nas companhias somente para reuniões especiais e saem de suas casas para visitar um ou outro cliente.
Pensem na melhoria do trabalho de um repórter, munido de bons dispositivos circulando na rua. Certamente o trabalho de apuração seria muito mais próximo da realidade. Um notebook razoável já está com preços bastante acessíveis, assim como smartphones. Na negociação para vários modelos, sai mais em conta ainda.
Nas agências não é diferente. Tenho certeza que a liberdade faria o trabalho fluir muito melhor do que a clausura do escritório e a cobrança seria a mesma, só mudaria de mesa. Afinal, as pessoas nem mudam de andar mais para conversar, usam os comunicadores instantâneos mesmo.
Na boa? Foi só um desabafo pelo trabalho remoto. Espero que esse post chegue a quem realmente precisa chegar.

4 thoughts on “Jornalismo e mobilidade

  1. Du meu velho… concordo com tudo. Só que eu tenho a impressão de que este post não vai chegar a quem realmente precisa chegar. E se chegar, vão fingir quer não viram..

  2. Há tantos anos trabalho assim, da minha base, saindo só quando necessito – ou quero – que não sei se me adaptaria a outro esquema. E uso exatemente este escritório móvel – notebook, smartphone e uma parafernália – que me garante um trabalho bom.
    Também espero que este post – e seu trabalho de evangelização – chegue a quem realmente precisa chegar.🙂

  3. Eu estou com essa turma, desejando que esse post chegue a quem precisa chegar. Já escrevi muito sobre isso e vivo em guerra com esse modelo corporativo insuportável, essa prisão (mal) remunerada a que temos de nos submeter. Chantagear o profissional com regras de dias e horários determinados é mais do que desumano, é burrice mesmo. As empresas poderiam ter mais e melhor, mas insistem em um modelo antigo e falido que só prejudica a produtividade.
    Adorei!
    Beijos

  4. Edu, muito legal tua exposição. Acredito muito no trabalho remoto e nas facilidades que a mobilidade está proporcionando. Mas difícil é gerenciar equipes desta forma. Digo isso porque vivi isso na pele, talvez escolhendo as pessoas erradas para trabalhar.

    Já tive duas agências. Na primeira, formal, todos iam trabalhar no mesmo lugar, um escritório bacana no centro de Floripa. Eu rendia muito pouco lá, trabalhava demais e não tinha retorno financeiro.

    Na minha segunda empresa, trabalhei durante oito meses só em casa, depois parte num escritório em um dos meus clientes. Está sendo uma experiência ótima. A minha produtividade aumentou consideravelmente e meus rendimentos também. Porém algumas pessoas da equipe que fui tentando formar durante o período não estavam preparadas para trabalhar em casa, utilizando-se de ferramentas colaborativas (leia-se Google Apps, docs, calendar…). Tive um caso, por exemplo, que a pessoa sumia durante dias e os resultados eram pífios. Então acho que acima de tudo, para fazer o negócio funcionar, é preciso CONFIANÇA na equipe. Sem isso, esquece.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s