Terceira edição


Finalmente consegui escrever algo sobre a terceira edição do NewsCamp, evento sobre jornalismo que organizo com a Ceila Santos e aconteceu sábado passado. Tratei apenas de uma das oficinas, a que abordou as relações públicas 2.0. Vejam, comentem, critiquem.

Onde encontrar outras discussões sobre a terceira edição do NewsCamp

Blog Newscamp
Twitter
RP em questão
Na rua
Clico logo existo
André Deak
Em busca da palavra justa
Renato Cruz
Fotos – Alexandre Sena

Anúncios

4 comentários em “Terceira edição

  1. “Gustavo Jreige assustou alguns participantes ao dizer que a maioria das iniciativas com blogueiros são feitas sempre com os mesmos figurões porque eles são amigos. (…) Mas isso não é tão absurdo. Basta replicar ao jornalismo. (…)”

    Eduardo, uma das coisas que os blogueiros mais insistem em dizer é que eles não são imprensa (e não são, mesmo!). Sendo assim, por que toda vez que alguém escreve ou fala sobre algumas práticas condenáveis nesse mercado (como os posts pagos) a primeira justifitiva que dão é a de que “no jornalismo é a mesma coisa, então tudo bem”? Então, nesse caso, os erros de uns justificam os de outros?

    O fato de o jornalista fulano de tal ir à coletiva de imprensa só para dar uma força ao cliente do amigo beltrano não significa que o mesmo tenha de ser feito entre os blogueiros. Isso existe, sim, e é condenável. Não vejo motivo algum para que o outro grupo se comporte da mesma maneira. Isso é dar um tiro no próprio pé. É óbvio que a afirmação do Gustavo foi completamente absurda. Ele simplesmente confessou que as amizades prevalecem sobre a lógica dos negócios.

  2. Oi Alexandre. O tema foi muito bem levantado por vc, mas entendo que alguns elementos desta questão ficaram de fora. A informação de que sempre “os mesmos” são chamados paras as coletivas é parcialmente verdadeira. Não é bem assim. Há critérios que vão além da amizade. Em RP, chamamos esta atividade de gestão de relacionamentos. Procuramos sempre abrir novos canais, mas com blogs que tenham conteúdo associado ao produto ou marca que estamos trabalhando. Por isso, é importante que o blogueiro saiba posicionar o seu blog em determinado nicho, caso tenha algum interesse em ser abordado pelas empresas.

    Outro ponto. Quando procuramos um blogueiro, temos interesse em construir uma relação de duas mãos, sem obrigações das partes, com transparência e ética. O objetivo é oferecer ao blogueiro o que ele, em tese, mais deseja: informação, conteúdo.

    Há casos em que oferecemos um brinde, desde que tenha alguma relação com o produto divulgado. As coisas não podem estar separadas. Nestas situações, perguntamos ao blogueiro se ele quer e se ele se importa. Se ele disser que não, tudo bem. Pedimos desculpas e agradecemos.

    Outra iniciativa bastante utilizada é o convite feito a blogueiros para a cobertura de eventos no país e no exterior – e o processo é o mesmo. Pedimos licença e perguntamos ao blogueiro se ele deseja e se pode. Não há compromissos de publicação de notícias. Se alguém no mercado está cobrando a veículação de artigos, está fazendo errado.

    Esta é uma leitura de RP e não de um publicitário, ok? Portanto, não tratamos aqui de posts pagos, links patrocinados ou inclusão de bunners. Como sabem, não há ainda uma convenção para a publicidade em blogs, tampouco um código de ética.

    Abs, Rodrigo Padron

  3. Oi, Rodrigo. Legal você comentar aqui. Quando levantei aquela questão no NewsCamp (a meu ver, mal aproveitada, já que a trupe da RMA/Pólvora preferiu usar o tempo de resposta para fazer prospecção), certamente eu não estava querendo generalizar e jogar a bomba nas mãos de todo mundo.

    Não posso afirmar quais são, mas certamente existem agências que sabem fazer o trabalho direito, e justamente porque exercitam diariamente o que você mencionou agora: a gestão de relacionamentos. Acredito que seja isso que esteja faltando em boa parte das iniciativas que vemos por aí, que geram buzz como se fossem as idéias mais criativas do universo.

    Não sei se você já leu o post da Thiane no blog da Edelman, publicado no dia 16 de julho. Vale a pena. Ela fala exatamente disso, de que falta praticar o relacionamento constante com os blogs, conhecê-los melhor – coisa que os profissionais de RP sabem fazer muito bem. Do jeito que as coisas estão, tem muita gente aí entrando nessa onda sem saber para quê, atirando para todos os lados, sem nenhum critério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s