Meu trabalho


Outro dia, na visita feita ao pessoal da In Press, comentei que não desejo que ninguém faça o meu trabalho, mas o povo não anda colaborando muito. Ninguém mais quer vender uma “sugestão de pauta” que não seja do próprio cliente. Não há mais um contexto colocado pelo assessor para encaixar seu cliente… querem apenas vender o próprio cliente e isso tem acontecido com freqüência. De vez em quando, porém, aparece gente fazendo algo como o que recebi abaixo:

Olá, tudo bem?
O presidente da Mussum Mocó Co.*, Cacildis Sonrisal, concedeu uma entrevista exclusiva para a edição de setembro da revista Sbrãbous e falou sobre os desafios da empresa. Abaixo envio as informações da entrevista. Gostaria de saber se o tema da pauta é de interesse de vocês? Além disso gostaria de me colocar à disposição para mais informações e disponibilizar Boa Morte*, editor da revista Sbrãbous e especialista do setor, como fonte para pautas que envolvam assuntos relacionados.
Muito Obrigado,
Grande Abraço.
Fulana de Tal

Notem que, além de me mandar a entrevista de um veículo que não faz o menor sentido para o tipo de publicação para a qual escrevo, ainda oferece o editor da tal publicação como fonte. Como pode um negócio desse?

2 thoughts on “Meu trabalho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s