Experiência de vídeo – coletiva on-line


Outro dia, em um café da manhã numa assessoria, me perguntaram o que eu achava de coletivas on-line. Confesso que não sou dos mais adeptos às coletivas presenciais, mas em determinados casos são válidas. Da mesma forma, as on-line costumam apresentar muitas falhas e se o jornalista tiver um micro pau véio ou uma conexão meia boca, será impossível acompanhar.

Duas iniciativas recentes, porém, mudaram minha forma de pensar. Um grande evento de uma empresa de tecnologia foi inteirinho transmitido pela internet, com boa imagem, som e os vídeos foram disponibilizados em um site único depois para conferência. Outra coletiva presencial que participei pela web há alguns dias também era transmitida simultaneamente. No canto esquerdo superior da tela aparecia a imagem , logo abaixo havia um campo para chat e perguntas em tempo real. O restante da página era ocupada pelos slides que o executivo apresentava, em tempo real.

Para ter uma noção melhor, fiz uma rápida consulta com alguns jornalistas de redação, de veículos completamente distintos, on-line e impresso, sobre o que achavam de coletiva on-line e se era válida. Vejam abaixo as respostas:

1 – Eu acho legal se for um recurso a mais. Tem a coletiva ao vivo e quem não puder ir pode acompanhar em tempo real. É mais justo e tal. Só coletiva online eu já não acho tão legal, porque não é a mesma coisa.

2 – Os jornalistas ainda não estão preparados para isso. Eu particularmente nunca participei de uma e acho que perde um pouco da essência, a descontração, a espontaneidade, a chance de surpreender o entrevistado e ser surpreendido. Não faz muito minha cabeça, mas talvez eu esteja errada acho legal só quando a fonte é de outro país. Pra gente de SP, por exemplo, prefiro ao vivo e em cores.

3 – Válida, mas morna. É uma situação paradoxal. A coletiva convencional é um problema, rouba tempo precioso e nem sempre rende. A on-line, às vezes, parece que perde a importância. Eu nao paro para ouvir a coletiva on-line 100%. Como estou no ambiente de trabalho e tem mil coisas acontecendo ao mesmo tempo, toco como uma atividade paralela. Resumindo, não funciona. Eu acho que a coletiva on-line tem que funcionar assim: o povo recebe o release, o cara faz um pronunciamento rápido e já dá a cara pra bater. Hoje tem Skype conference.

4 – Acho ótima. Poupa tempo de trânsito. E se é para ter uma informação que todos vão ter, é melhor poupar tempo. Para empresa jornalística também significa economia.

5 – Nunca participei de nenhuma, o que já responde sua pergunta.

Como podem perceber, o assunto ainda não está muito bem disseminado nem entre os próprios jornalistas. Mas acho que é um período bom para experiências.

Adendo: coloquei uma enquete sobre o tema na Comunidade do Pérolas no Orkut. Visite e participe. Em alguns dias eu publico o resultado!

Anúncios

6 comentários em “Experiência de vídeo – coletiva on-line

  1. Eu prefiro a presencial. Mas dependendo do que for ser informado vale uma on-line, mas só se vc tiver o windows xp e o real player adequado….rs.

  2. Sobre o “Os jornalistas ainda não estão preparados para isso” só tenho um comentário a fazer: Se virem! Corram atrás!

    Este, inclusive, é um dos motivos que considero para o fato de que tem muito coleguinha parado, esperando as coisas caírem do céu. Aí, quando se pesquisa melhor o histórico do cara, ele tem aquele perfil básico: odeia Internet (só no trabalho, porque é obrigado), não se atualiza, não gosta de tecnologia, e por aí vai.

    No final, o mercado é que acaba sendo sempre o “culpado”. Não é bem por aí, não.

  3. não participei de nenhuma entrevista online, mas de muitas coletivas via fone, e adorooooooooooooooooooooo. são rápidas, perguntas são feitas, ninguém perde tempo, a gente acompanha 100% porque tem que ouvir as respostas. E quando se trata de balanço financeiro, então, acho perfeito!

  4. Eu adoro Internet, adoro tecnologia, gadgets, traquitanas eletrônicas, blogs, sites e tudo o que gira em torno de bites e bytes. Mas coletiva eu prefiro ao vivo mesmo.

  5. Oi Edu,
    Não vai demorar muito, para que algum “gênio” do marketing invente a coletiva on-line no Second Life ( a coisa mais “trash” já desenvolvida na net).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s