Mais um "causo"


A amiga Solange, mulher das histórias – especialmente do Notícias Populares – conta um fato engraçado (triste no fundo) e comenta:

Veja se não rende: anunciei uma vaga na internet. Assessor de imprensa SP, para atender contas de clientes do setor financeiro, alguma experiencia R$ 1.200.
Recebi 670 curriculos!!!! Nenhum presta!!!! Como uma pessoa quer ser jornalista se não sabe ler? Se a vaga é pra SP ( e eu frisei zona sul no comunicado), de que adianta mandar curriculo de Alagoas, Manaus, Porto Alegre, Minas, Rio, Mato Grosso ou Brasília?
Pior é dizer que vai mudar pra SP por causa desta “oportunidade”. Por milão não vou a lugar nenhum. Ainda tem os que colocam um endereço genérico de SP e telefone com DDD 81, 61. Será que não percebem que, pelo telefone, a gente descobre que não moram na capital?
E os que estão na segunda faculdade e fazendo pós em Campinas e dizem que têm dedicação em período integral. Como? Só se o dia deles tiver mais que 24 horas.
O que me irrita mais é mandar currículo anexo. O fulano diz no corpo da mensagem que tem experiência e quando você abre o anexo, correndo o risco de pegar vírus, descobre que o cara dava aula de inglês em creche. Isso mesmo: aula de inglês em creche!!! Recebi um curriculo de um profissa com muita experiência nesta área.
Eu sou chata, confesso. Se no começo me aparece um curriculum ou um curriculum vitae já leio de má vontade porque o cara nunca deve ter lido um manual de redação na vida, mas um “em anexo” e um “maiores informações” exterminam a chance do sujeito.
E o caso em que a experiência não condiz com a expectativa? Imagine. O cara foi chefe de reportagem. Já coordenou campanhas. Foi editor-chefe, apresentador de TV, responsável pela comunicação de companhias de primeira grandeza e está ávido por um emprego de mil reais… um tanto suspeito, não acha?

Enfim, comentem!

Anúncios

14 comentários em “Mais um "causo"

  1. Desespero e falta de noção são uma combinação fatal. Sem emprego, muita gente às vezes acredita que mandar currículos a torto e a direito vai resolver alguma coisa, mesmo não tendo nada a ver com o perfil exigido. Mas nesses casos eu sinceramente até sou meio branda, pois o desemprego enlouquece mesmo e a pessoa agarra qualquer chance de sair dessa situação. O que é difícil perdoar são os sem-noção por natureza que, com ou sem emprego, deseperados ou não, são completamente despreparados e desconhecem os mínimos requisitos de uma postura profissional adequada. Em algumas comunidades do orkut não faltam exemplos…

  2. Vamos lá então. Realmente o descontrole de quem está desempregado é tremendo. Chega uma hora que profissionais renomados que precisam pagar suas contas, sustentar seus filhos, etc, etc.

    Absurdo realmente receber um currículo – que fora os intocáveis manuais de redação sempre pode ser chamado de Curriculum Vitae, ou simplesmente Curriculum – com DDDs 61, 81 etc, de pessoas que vivem em lugares onde o mercado é muito pior do que aqui em São Paulo. Mas não sei até que ponto também oferecer uma vaga de R$ 1,2 mil também não é um absurdo, pior até do que os coitados desesperados e desempregados. Ou a vaga é para estágio e eu confundi?

    Não despreze colegas que procuram uma forma de se manter na profissão, muito menos aqueles que estudam e fazem pós. Escolher por tentar essa profissão, principalmente em assessoria de imprensa do setor financeiro já é um grande mérito.

    E de 670 currículos nenhum mesmo? Poxa, não acredito que o mercado esteja tão ruim assim….

  3. Nossa! Muito me espanta que uma profissional com esse gabarito todo (imagina-se, dada a qualidade de seus comentários) ofereça um emprego de R$ 1.200,00. Se ela é empregada dessa empresa, acredito que não ganhe muito mais do que isso. Se é sócia, deveria ralar mais para conseguir mais clientes e pagar um salário decente a um “profissional que preste”. Se ele existir, é claro.

    Mais uma coisa: referências servem para ser consultadas. Se você duvida da experiência de alguém, por que não liga e confirma? É simples, assim como escrever um textinho sobre a traumática experiência de recrutar um assessor de imprensa.

    Lamentável.

  4. Suspeito mesmo é ver uma “assessora” debochando da desgraça alheia.

    Que falta de respeito com os coleguinhas desempregados.

    Lembre-se que amanhã pode ser você a desesperada por uma vaga de mil reais. As coisas mudam.

    Ah! E respeito é sempre muito bom, viu moça “das histórias”?!

  5. Qual o problema gramatical com “em anexo”?

    Porque a coisa, no contexto empregatício, só assume estatus de “problema” se a base para a avaliação superiorizada for científica. Conclamar-se irritada de nascença com expressões legítimas da Língua é frescura de eu-sou-chefe.

  6. caramba, tudo bem que a gente até se espante com um absurdo ou outro, mas me pareceu que a senhora contratadora não tem conhecimento nenhum do mercado de desempregados, não é? Achei muito ruim esse deboche todo, mas concordo que as pessoas tentam “o jeitinho” para entrar sempre. Mesmo o coitado do moço que só tinha experiência de prof. de inglês em creche pode ter pensado que podia ser uma boa oportunidade de começar a trabalhar na área. Sério, achei tudo isso (o ataque da moça) muito ruim… Sem necessidade para tanto desespero. Se ela trabalhasse no setor de RH, ela ia morrer tendo ataques e pitis.

  7. Fora que, revisado o texto da criatura, evidenciam-se trocentos equívocos de pontuação.

    Antes de sacanear os infernos dos outros, melhor atentar pros próprios breus.

  8. Que eu esteja livre de um dia cruzar com essa digníssima senhora contratante em meu caminho.

    Minha senhora, antes de descarregar seu mau humor por meio do deboche em cima do desespero alheio, coloque a mão sobre a cabeça e deixe ela pesar muito, mas muito mesmo, sobre sua cabeça.

    Respeito e humildade nunca fizeram mal a ninguém. E você poderia começar a levar isso a sério a partir de hoje. E antes de mais nada, que tal ralar um pouquinho mais para tornar sua empresa capaz de pagar um salário decente ao infeliz do assessor de imprensa que irá trabalhar com você?

    É impressionante como tem gente babaca neste mundo. E como me irrita esse povinho que demonstra claramente que tem tudo de chefe, mas ZERO de liderança. Tsc tsc tsc…

  9. eu acho que muitos jornalistas de fora de sp mandaram o CV para esta “maravilhosa” vaga pq têm o sonho de morar e crescer na capital. concordo com a contratante em alguns pontos, mas não vejo problema em enviar o CV em anexo. com risco ou não de vírus, usemos um antivírus!

  10. Em que país esta nossa amiga, vive??? Querida, você está no Brasil!!! É, Brasil!! Infelizmente, milhares de jornalistas ano a ano são formados e os empregos cada vez mais escassos.
    A Sra não lê jornal? Não conhece a situação do país? Como jornalista, você é uma ótima veterinária.

    Querida pegue seus R$ 1200 (que sinceramente é uma salarinho de meia-tigela)e vá abrir uma assessoria em outro lugar!!!

  11. Textinho sem muito tato, hein? Até concordo em alguns pontos e lamento a postura de alguns candidatos que ela citou. Mas e daí se o cara coloca endereço de Sampa? Ele provavelmente só quer mostrar que já tem um lugar pra ficar. Só um maluco acharia que vai enganar alguém dando DDD de fora. Admiro a persistência e a tentativa desses. Eu não sou da capital e estou aqui desde 94 tentando abrir espaço. Portanto, sou solidário. A moça devia ter mais humildade.
    Rogério Godinho

  12. Acreito que a única pessoa que mereça este emprego e salário SEJA VOCÊ.

    Se você fosse uma profissional tão boa, teria condições de oferecer um salário digno. Porém, o seu não está nem na tabela!

  13. Vamos torcer para que ela mande outro texto relatando quem foi o selecionado para essa vaga. O cara deve ser um sortudo: salário de R$ 1.200,00 e uma chefinha dessas! Não deve ser fácil, eu admiro esse cidadão…

  14. Edu, a sujeita contratadora lhe deu um feedback após esses comentários todos? Para adicionar o meu, talvez irrelevante na altura do campeonato, desejo, profundamente, que essa vaga jamais seja preenchida. Cruz credo! Pessoinha amarga, comentários inúteis e salário de merda. Espero que essa Ascom feche e dê lugar a profissionais gabaritados de fato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s