Desespero


O tal “almoço” de aproximação é uma prática bastante comum. O(a) assessor(a) convida um jornalista para almoçar com determinado executivo apenas para conhecer a empresa, apresentar uma boa fonte para futuras matérias, entre outras intenções. Porém, vejam o que faz o desespero:

Olá Roberta*, tudo bem? Tenho uma proposta para te fazer. Gostaria de convidá-la para um almoço ou café da manhã, o que preferir, para um encontro com um executivo da ABDP (Associação dos Babacas de Plantão)** para esclarecimentos sobre os problemas relacionados ao uso inadequado da alta taxa de babaquice***. Quando poderemos marcar? Você prefere almoço ou café da manhã.

* Trabalha comigo e é grande colaboradora do Pérolas.
** Alterei o nome.
*** Mudei o conteúdo para não indicar qual era a associação.

Só faltou o(a) assessor(a) escrever no final: “Pelo amor de Deus, diz que sim. Estamos prestes a perder essa conta”.

Anúncios

3 comentários em “Desespero

  1. Vai ver a assessoria estava com tanto desespero que esqueceu de pontuar… hehehe
    Obrigado pela visita e participação.
    Grande abraço
    Edu

  2. Confesso que, como assessora, entendo o desespero… não na pontuação, claro, mas com relação ao convite.

    Neste caso, aí vai minha sugestão pro assessor(a), caso ele(a) consiga se identificar – rs: em caso de desespero, seja sincero(a) e diga que vc precisa levar o cliente pra almoçar com alguém, sob o risco de perder a conta. Garanto que funciona mais que convite pseudo-formal!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s